A Educação Por Princípios através do olhar de uma mãe: entrevista com Nívea Contreras

Por Thays Voluz

 

Nívea é casada, mãe de Isabella e Laila, formada em Direito em 2001, e apaixonada por desenvolvimento infantil especialmente desde o nascimento de sua primeira filha, momento em que direcionou seus estudos para educação e desenvolvimento de inteligências. É psicopedagoga e Coaching Parental pela Escola de Parentalidade e Educação Positiva em Portugal. Atua com paixão na missão de contribuir com a superação de dificuldades de aprendizagem e potencialização de habilidades e inteligências de crianças e adolescentes, amparando e mediando o processo junto às famílias.

A mãe entrevistada Nívea Contreras (Foto: Arquivo pessoal de Nívea)

Qual sua história com a Escola Batista Shalon?

Nos mudamos de Cuiabá no Mato Grosso para Curitiba em junho de 2014, deixando nossos familiares e amigos de sempre, viemos por causa do trabalho do meu esposo. Sabendo que nosso desafio de adaptação seria grande e considerando que a escola é o segundo lugar que as crianças mais passam seu tempo, pesquisamos bastante para encontrar uma escola que fosse acolhedora, tivesse uma proposta pedagógica eficiente e ainda, que tivesse os mesmos valores e princípios que temos em nossa casa. E procurando especificamente pelo uso do material do Mackenzie encontramos na internet a Escola Batista Shalon. E essa foi a escolha mais acertada que podíamos fazer! A adaptação das meninas foi rápida, logo percebemos o avanço na aprendizagem, ainda que a mudança tivesse ocorrido no meio do ano.  O clima amoroso, a qualidade do ensino e acessibilidade a equipe pedagógica e direção da escola só fortaleceram a credibilidade que a escola conquistou. Tanto que pagamos o preço de “viajar” 40 km entre ida e volta para casa, só para que as meninas sejam preparadas não apenas para a performance acadêmica, mas para a vida.

Qual sua experiência como mãe de alunas que estudam em uma escola por princípios?

Uma das principais vantagens é o reforço do ensinamento de um estilo de vida que cultivamos em nossa casa. Amor a Deus, respeito ao outro, zelo com o meio no qual vivemos e um senso de esforço e dedicação para obter entendimento e sabedoria com o objetivo de contribuir com a sociedade em que estamos inseridos de forma significativa são resultados dessa experiência. Acredito que é muito mais fácil educar crianças e adolescentes se família e escola andarem de mãos dadas, em uma verdadeira parceria.

Como psicopedagoga, como você vê a educação por Princípios?

A aprendizagem acontece de forma mais eficiente quando quem aprende consegue “linkar” o que estuda em sala de aula com sua realidade diária. Quanto mais alguém tem a possibilidade de pesquisar de variadas formas, relacionar com outros conceitos e produzir conhecimento com as informações ensinadas, mais pensante essa pessoa vai ser, e consequentemente se tornará capaz de atuar sobre diversas realidades, e o que considero especial, é que a base de tomada dessas decisões estarão pautadas na imutável sabedoria de Deus.

Qual o impacto a educação por princípios tem apresentado na vida de suas filhas?

Tenho filhas felizes e motivadas em ir para escola, pois gostam de estar ali, convivendo com os colegas e professores em harmonia, quando os conflitos aparecem são tratados com muito amor e orientação para o bem comum. Assim é mais fácil combater o Bulliyng, a indisciplina dentre tantos outros problemas. Isabella estudou até o 9º ano na escola, e hoje faz a diferença em outra escola fazendo o primeiro ano do Ensino Médio. Ela tem acompanhado o ritmo da nova escola e ainda destaca-se por ajudar a liderar um movimento de compartilhamento da palavra de Deus chamado Intervalo Vida.  Laila ainda está na Shalon e é grande nossa expectativa de que a escola abra o Ensino Médio, pois ali ela tem desenvolvido grande parte de seu potencial.

Nossa alegria é grande ao perceber o cuidado de Deus com o desenvolvimento de nossas meninas. Elas estão sendo forjadas para impactar a geração delas com muita sabedoria e temor a Deus.